Casas Bahia na web

Rede lança loja virtual e acirra competição na rede. Comércio eletrônico deve movimentar mais de R$ 10 bilhões no Brasil este ano

03 de fevereiro de 2009 | 00h00

Com investimento de R$ 3,7 milhões, as Casa Bahia www.casasbahia.com.br lançaram ontem sua loja virtual, acirrando a competição no varejo da internet brasileira. A maior rede varejista de eletrodomésticos, eletroeletrônicos e móveis espera faturar cerca de R$ 280 milhões este ano na rede, o que equivale a cerca de 2% do faturamento de toda a rede. "A expectativa é bem pé no chão", afirmou Michael Klein, diretor administrativo e financeiro da rede. "Em 10 anos, queremos ter 20% do que movimenta o comércio eletrônico no País." A reportagem completa você encontra no caderno Economia&Negócios desta terça-feira.Com o lançamento ontem da loja virtual das Casas Bahia, agora o Carrefour é o último dos grandes sem vendas online. No ano passado, o varejo virtual cresceu 30%, segundo dados preliminares da consultoria E-Bit, chegando a R$ 8,2 bilhões. Para 2009, a previsão de crescimento é de 20% a 25%, já levando em conta os efeitos da crise, fazendo com que o volume movimentado ultrapasse R$ 10 bilhões pela primeira vez. A segurança nas transações online foi uma das principais prioridades e segue os padrões internacionais fruto de uma parceria da rede com a IBMSegundo a empresa, o site, que estava há três anos em planejamento, oferece aos clientes um consultor virtual que auxilia o visitante na navegabilidade e permite que um atendente estabeleça contato com o consumidor. Outra funcionalidade do site será a exibição de vídeos postados no YouTube, que apresentam os detalhes de cerca de 100 produtos, de um total de quatro mil disponíveis. A varejista oferece ainda aos usuários a opção de comprar pelo site e retirar o produto na filial física mais próxima. A preocupação com a segurança também é grande. As transações on-line, segundo a rede, são frutos da parceria com a IBM e tem a segurança garantida por ferramentas criptográficas.Em dezembro, o Link publicou um Saiba Como (Resolva o seu Natal nas lojas virtuais) mostrando que os preços estavam mais baixos na rede, mas que era preciso atenção para não cair em golpes. Confira aqui.Leia mais no Link:Você está mesmo pronto para comprar? Diante da crise, o melhor é ter calma na hora de comprar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.