Caso de médico que tratou pedófilo passa para Cremesp

A Faculdade de Medicina do ABC (FMABC) informou hoje, em nota, que o psiquiatra Danilo Antonio Baltieri passará a se reportar diretamente ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) sobre a aplicação de hormônios femininos em pedófilos atendidos no Ambulatório de Transtornos da Sexualidade da instituição, em Santo André, no ABC paulista. A decisão foi tomada após o Cremesp abrir uma sindicância para apurar o tratamento, que reduz o desejo sexual do paciente e prejudica as ereção temporariamente. O comunicado, assinado pelo diretor da FMABC, Luiz Henrique C. Paschoal, informa que a faculdade "se reserva o direito de aguardar as conclusões do Cremesp", em razão do caráter sigiloso do inquérito. Na segunda-feira, o médico psiquiatra admitiu, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que aplicava hormônio feminino para diminuir a libido em pacientes pedófilos atendidos por ele.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

17 de outubro de 2007 | 18h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.