Caso Eloá: Justiça mantém prisão de Lindemberg

O Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu hoje manter preso Lindemberg Alves Fernandes. O réu havia entrado com um recurso para que pudesse ser mantido em liberdade até o fim do julgamento do caso, mas o TJ negou o pedido. Segundo a assessoria de imprensa do TJ, a votação foi unânime.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

12 de abril de 2011 | 14h19

Lindemberg responde pelo homicídio de Eloá Pimentel, sua ex-namorada, pela tentativa de homicídio de Nayara Silva e do sargento Atos Valeriano, e pelo sequestro e cárcere privado de menores de 18 anos. Em 2008, ele manteve as duas garotas e mais dois rapazes em cárcere privado por cinco dias num apartamento de um conjunto habitacional de Santo André (SP). Eloá foi baleada duas vezes e morreu. Imagens do caso foram transmitidas em rede nacional.

Mais conteúdo sobre:
Caso EloáLindembergprisãoTJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.