Caso suspeito de Ebola no Brasil está sendo monitorado, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná informaram que a Unidade de Pronto Atendimento Brasília, em Cascavel (PR) recebeu na quinta-feira, no período da tarde, um paciente classificado como suspeito de infecção por Ebola, de acordo com comunicado divulgado pelo ministério.

REUTERS

10 de outubro de 2014 | 07h39

Segundo a nota, trata-se de um homem de 47 anos, vindo da Guiné (com escala em Marrocos), que chegou ao Brasil no dia 19 de setembro e informou ter tido febre na quarta e quinta-feira.

"Até o início da noite (quinta-feira), estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas. Está em bom estado geral e mantido em isolamento total", diz o comunicado. "Por estar no vigésimo primeiro dia, limite máximo para o período de incubação da doença, foi considerado caso suspeito, seguindo os protocolos internacionais para a enfermidade", acrescenta.

A Guiné é um dos três países que concentram o surto da doença na África.

O ministério informou ainda que o Ebola só é transmitido através do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O vírus somente é transmitido quando surgem os sintomas.

O paciente está sendo transferido, conforme protocolo de segurança, para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ), referência nacional para casos de Ebola.

Mais conteúdo sobre:
BRASILEBOLAMINISTERIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.