Casos de dengue caem quase 70% em São Paulo

O número de casos de dengue registrados nos cinco primeiros meses deste ano no Estado de São Paulo caiu 69,8% em relação ao mesmo período de 2010. Especialistas atribuem a queda principalmente ao fato de o vírus predominante na epidemia deste ano ser do subtipo 1, a mesma variedade encontrada no verão do ano passado. Por isso, grande parte da população teria imunidade contra ele.

AE, Agência Estado

11 Junho 2011 | 08h43

Entre janeiro e maio deste ano, a Secretaria de Estado da Saúde registrou 55,1 mil casos de dengue e 21 mortes. Já em 2010, no mesmo período - chamado de temporada da dengue por órgãos da saúde - foram 182,7 mil notificações e 183 mortes.

"Neste ano, a população estava menos suscetível ao vírus do tipo 1, que predominou nos cinco primeiros meses. Provavelmente, a maioria estava imunizada, pois o vírus é semelhante ao que circulou no País em 2010", diz Virgília Luna Castor de Lima, diretora da Superintendência de Controle de Endemia (Sucen), órgão ligado à secretaria.

O controle dos mosquitos também é citado por Virgília como responsável pela queda. Mas o virologista e professor da Universidade Estadual de São Paulo (Unifesp) Celso Francisco Granato critica o trabalho de prevenção e notificação. "Não adianta ter as notificações e não fazer nada (controle de larvas, dedetização de áreas)." Segundo ele, mesmo "não fazendo nada" o número de casos cairia apenas com a reincidência do tipo do vírus. As informações são do Jornal da Tarde.

Mais conteúdo sobre:
dengue queda combate subtipo SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.