Catálogo de brasileiros

A Acxiom tem informações de quantos brasileiros?

Tatiana de Mello Dias, O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2012 | 03h07

A Acxiom Brasil tem mais de 175 milhões de registros de indivíduos.

De onde vêm esses dados?

Registros públicos, pesquisas e dados de fornecedores que passam por um processo rigoroso para garantir que sejam coletados de acordo com os nossos padrões e as melhores práticas da indústria.

As informações têm identificação ou são perfis genéricos?

No Brasil, mantemos informações pessoais identificáveis. No entanto, nós somos um líder de indústria de longa data no uso responsável da informação ao consumidor, incluindo o desenvolvimento de códigos de conduta para o uso e a troca de responsável de informações.

Há registro de informações como religião ou saúde?

A Acxiom Brasil não mantém qualquer informação religiosa ou de saúde ou quaisquer outras que podem ser consideradas sensíveis.

O Brasil não tem leis para uso dos dados pessoais. Quais regras a empresa segue aqui?

As nossas políticas de privacidade são executadas mundialmente, embora alguns ajustes sejam feitos frequentemente para cumprimento da legislação das geografias locais.

O que a Acxiom acha dos projetos de lei discutidos no País?

Muitas das disposições nestas propostas no Brasil, incluindo o opt-out (opção para a pessoa se descadastrar), baseiam-se em princípios de privacidade reconhecidos internacionalmente, que Acxiom endossa. Desenvolvemos políticas específicas às leis e melhores práticas em cada país onde operamos. Uma vez que estas normas estejam em vigor no Brasil, a Acxiom as cumprirá totalmente.

É possível eu saber quais dados a Acxiom tem sobre mim?

Não há sistemas para permitir que um indivíduo obtenha suas informações específicas. No entanto, podemos explicar os tipos de dados que temos sobre você e permitimos que qualquer indivíduo faça o opt-out dos dados compartilhados ou vendidos para empresas.

LOGIN y Jeff Standridge,

diretor de operações da Acxiom

na América Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.