Catedral de São Basílio, em Moscou, completa 450 anos

Símbolo da Rússia, construção da Praça Vermelha já sofreu com ameaça de explosão e demolição

BBC Brasil, BBC

12 de julho de 2011 | 16h06

A catedral-símbolo de Moscou: Napoleão quis explodir, mas o edifício resistiu

 

MOSCOU - A catedral de São Basílio, um dos prédios mais famosos de Moscou, completa nesta terça-feira, 12, 450 anos de idade. Para marcar o aniversário, a catedral passou por uma grande restauração.

 

Com suas cúpulas coloridas, a catedral foi construída sob o reinado de Ivan, o Terrível. Segundo a lenda, o czar Ivan mandou que os olhos dos arquitetos da São Basílio fossem arrancados depois da construção terminada, para que eles nunca criassem algo mais bonito do que a catedral.

Explosão e demolição

 

Apesar de ser uma construção símbolo da Rússia, a catedral tem sorte por estar de pé. No século 19, Napoleão tentou explodir o prédio, mas a chuva forte apagou o pavio.

 

No século 20, os comunistas tinham planos para demolir São Basílio. Mas a catedral sobreviveu, e, da Praça Vermelha, assistiu de tudo: do funeral de Lênin aos desfiles patrióticos. De uma tentativa fracassada de golpe de Estado, em 1991, até uma visita da rainha Elizabeth 2ª.

A restauração custou US$ 14 milhões de dólares e foram necessários dez anos para cobrir as rachaduras e trazer de volta a beleza original do prédio. "Usamos a última tecnologia para fazer São Basílio parecer nova. Afinal, a Rússia não é a Rússia sem esta catedral", disse a arquiteta responsável pela restauração, Tatiana Nikitina.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.