Católicos da BA fazem caminhada em apoio a d. Cappio

Cerca de 300 católicos participaram hoje de uma caminhada em Feira de Santana, na Bahia, em prol do bispo Luiz Flávio Cappio e contra as obras de transposição do Rio São Francisco. Bispo de Barra, d. Cappio está em seu nono dia de greve de fome contra as obras do rio. Hoje, ele recebeu, em Sobradinho, o apoio do arcebispo de Feira de Santana, d. Itamar Vian.Cappio afirma se sentir bem, apesar de estar apresentando início de anemia e desidratação - o que o forçou a passar a ingerir cerca de 3 litros de soro caseiro por dia desde ontem, seguindo recomendação do médico que o acompanha. Ele disse ainda que se inspira na resistência pacífica promovida pelo líder indiano Mahatma Gandhi, contra a ocupação inglesa em seu país, em 1932, para seguir com o protesto. Esta é a segunda vez que Cappio faz greve de fome contra a transposição do São Francisco. Na primeira vez, em 2005, o bispo ficou 11 dias sem comer e só foi convencido a terminar o jejum depois que o então ministro das Relações Institucionais, Jaques Wagner - hoje governador da Bahia - levou a ele a promessa de que o governo rediscutiria o projeto com a população e promoveria a recuperação do rio. Ao reiniciar o protesto, ele enviou uma carta ao presidente Lula: "O senhor não honrou nosso compromisso". Cappio condiciona o fim da greve de fome à paralisação da obra e arquivamento do projeto de transposição.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

06 de dezembro de 2007 | 19h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.