CCJ aprova abertura de planilha de empresa de ônibus

O Senado deu nesta quarta-feira, 16, o primeiro passo para aprovar o projeto que obriga as empresas de transporte coletivo a abrir as planilhas quando forem reajustar as tarifas. Aprovado em julho na Câmara após as manifestações de junho, a proposta foi avalizada nesta quarta-feira pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A matéria ainda será analisada pela Comissão de Infraestrutura (CI) e, se não modificada, segue para sanção presidencial.

DÉBORA ÁLVARES E RICARDO BRITO, Agência Estado

16 Outubro 2013 | 19h25

O projeto é de autoria do deputado Ivan Valente (Psol-SP). No Senado, foi relatado pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que defende a transparência no processo de aumento de preços. "É preciso que a população saiba das razões que motivaram os reajustes. Se foi equivalente aos gastos com pneus, combustível e manutenção."

Hoje, a obrigação de dar publicidade vale apenas para as revisões "extraordinárias" das tarifas. O projeto amplia o alcance. "Dar-se-á publicidade aos elementos que instruam análise de reajuste, revisões ordinárias ou revisões extraordinárias das tarifas, assim como, posteriormente, aos fundamentos de decisão proferidas pelo poder público", define o texto aprovado.

Mais conteúdo sobre:
Protestos transporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.