Céleres mantém previsão de safra de soja 11/12; eleva a de milho

A safra de soja do Brasil na temporada 2011/12 foi estimada pela consultoria Céleres em um recorde de 75,18 milhões de toneladas, estável na comparação com o levantamento de setembro, de acordo com informe divulgado nesta segunda-feira.

REUTERS

03 de outubro de 2011 | 20h46

Em seu terceiro levantamento para 11/12, a Céleres também manteve inalterada a previsão de plantio de soja em cerca de 25 milhões de hectares, uma aumento de 3,6 por cento na comparação com 2010/11.

O plantio de soja da nova safra já começou no Brasil, e de acordo com a Céleres os produtores que deixaram para a última hora a decisão resolveram plantar milho em vez da oleaginosa.

Assim, a consultoria elevou o plantio de milho verão em 2,4 por cento na comparação ao levantamento de setembro, para 8,49 milhões de hectares, alta de 11,7 por cento ante a temporada passada.

Com isso, a previsão de safra do milho total do Brasil foi elevada pela consultoria para um recorde de 59,46 milhões de toneladas, ante 58,39 milhões de toneladas na estimativa de setembro.

"A expectativa de ampliar a renda aproveitando os bons preços do milho tem sido uma variável de peso na tomada de decisão do produtor rural brasileiro", afirmou a Céleres em relatório.

Na safra passada, o Brasil produziu um recorde de 74,87 milhões de toneladas de soja e 53,74 milhões de toneladas de milho, de acordo com a consultoria.

Segundo a Céleres, os preços sustentados do cereal em agosto e setembro, durante a colheita do milho segunda safra (2010/11), e a demanda aquecida tanto no cenário nacional como no externo deixam o produtor "confortável" em plantar um pouco mais do cereal na safra verão.

A consultoria manteve sua previsão de safra de inverno de milho em 22,05 milhões de toneladas, estável na comparação com o levantamento de setembro, o que seria um aumento de 6,4 por cento ante 10/11.

Conforme pesquisa semanal realizada pela Céleres, 20 por cento da área destinada ao cultivo do milho já havia sido semeada até a última sexta-feira, evolução semanal de 5 pontos percentuais.

No mesmo período do ano passado, o produtor tinha semeado 13,8 por cento da área prevista com milho.

O plantio de soja foi realizado em uma área proporcionalmente menor, e já atinge cerca de 5 por cento do total previsto no Paraná, segundo a Céleres, que não revelou números de plantio da oleaginosa para o Mato Grosso, onde a semeadura também já começou.

MT ADIANTADO

O plantio de soja em Mato Grosso atingiu 1,3 por cento da área de 6,62 milhões de hectares, informou nesta segunda-feira o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), contra 0,4 por cento estimados na mesma época do ano passado.

A região com maior percentual plantado no maior produtor de soja do Brasil é a oeste, com 4 por cento da área total prevista para ser semeado (958 mil hectares).

No Meio-Norte, a principal região produtora do Estado, produtores semearam 1,3 por cento da área de 2,64 milhões de hectares.

"Todos os principais municípios já iniciaram o plantio, mesmo com pequenas chuvas acontecendo, e a tendência é intensificar o plantio, dia e noite, para conseguir conciliar soja e milho/algodão dentro de uma 'janela' ideal de plantio e desenvolvimento das culturas", afirmou o Imea em comunicado nesta segunda-feira.

Produtores correm para semear a soja, com o objetivo de plantar a segunda safra (milho ou algodão) o quanto antes puderem, uma vez que quanto mais tarde a semeadura, maior o risco de a safrinha enfrentar seca.

A Somar Meteorologia prevê uma mudança mais significativa no tempo a partir desta semana, o que proporcionará mais chuvas para intensificar o plantio.

A comercialização de soja em Mato Grosso também está avançada. Segundo o Imea, 48 por cento do total esperado já foi comercializado, contra 36,2 por cento na mesma época do ano passado.

Os produtores mato-grossenses lideram a comercialização de soja no país, que já vendeu 25 por cento da nova safra, contra 19 por cento no mesmo período do ano passado, segundo a Céleres.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSSOJASAFRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.