Céleres reduz previsão de safra de milho do Brasil

A safra de milho 2011/12 do Brasil foi estimada nesta segunda-feira em um recorde de 60,40 milhões de toneladas, de acordo com a consultoria Céleres, que reduziu levemente sua previsão na comparação com a previsão de fevereiro, de 60,58 milhões de toneladas.

REUTERS

05 Março 2012 | 16h47

Na temporada passada, segundo a Céleres, o Brasil produziu 53,74 milhões de toneladas de milho.

Em 11/12, produtores ampliaram a área plantada e também o uso de variedades transgênicas, que oferecem proteção contra insetos e facilitam o controle de ervas daninhas.

A produção na safra verão, que sofre com problemas de seca no Sul do Brasil, foi estimada em 34,75 milhões de toneladas, redução de 1,9 por cento em relação ao informado no relatório de fevereiro.

"O resultado da estiagem ocorrida no fim do ano passado, na região Sul do país, começa a tomar forma, à medida que as áreas são colhidas e a produtividade se mostra aquém do inicialmente previsto para a atual safra...", disse a Céleres em relatório.

Inicialmente, a safra total de milho foi estimada em mais de 63 milhões de toneladas.

De outro lado, produtores deverão investir mais na segunda safra de milho.

A produção na safra inverno foi prevista em 25,64 milhões de toneladas, alta de 2 por cento na comparação com a previsão anterior, com a ampliação da área plantada.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
COMMODSMILHOCELERES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.