Divulgação
Divulgação

Celulares com TV digital querem conquistar consumidores pela 2ª vez

Se cada vez mais a classe C vai de encontro ao smartphone, ele também começa a se adaptar aos consumidores emergentes. O recém-lançado Atrix TV, da Motorola, é um celular que mira exatamente esse público.

Camilo Rocha, O Estado de S.Paulo

27 Agosto 2012 | 03h08

Seu grande atrativo é um aplicativo de TV digital, que permite assistir no celular a canais que operam nessa faixa (basicamente, os da TV aberta).

"Nossas pesquisas detectaram uma mudança no comportamento de muitos desses consumidores", diz Amauri Souza, gerente de produtos da Motorola. O levantamento indica uma maior aceitação do smartphone. "Perdeu-se o medo de usar certos recursos. É claro que a redução de preços, tanto dos aparelhos como dos pacotes de dados, ajudou bastante", afirma.

Segundo pesquisa do Serasa Experian divulgada em janeiro, os jovens da classe C respondem por 19,8% das vendas de telefones móveis. O acesso à internet, típico dos smartphones, é o item mais desejado, escolhido por 78% de entrevistados em uma pesquisa do fim de 2011.

Junte o fato de que assistir à televisão é o passatempo preferido da nova faixa consumidora e está claro o apelo do produto. Mais um dado para ajudar: estudo global da Motorola Mobility aponta que os brasileiros são os que mais usam dispositivos móveis (smartphone ou laptop) para ver TV na América Latina (34%; os argentinos vêm em segundo, com 25%).

Celulares com TV fizeram sucesso há alguns anos, quando houve uma onda de lançamentos. Mas os aparelhos eram celulares "de entrada", ou seja, não eram "smart". Não tinham acesso à internet ou tela de toque.

Muitos modelos não são mais fabricados nem estão disponíveis nas lojas.

O lançamento da Motorola é um raro exemplo desse tipo de aparelho que também é smartphone. Ele vem com sistema operacional Android 2.3, câmera de 8 MP, tela de toque e aplicativos de mensagem instantânea, mapas e redes sociais (incluindo Orkut), como vários outros smartphones do mercado.

Por outro lado, traz elementos mais associados aos celulares "não-smart": rádio FM e, em uma das versões, entrada para dois chips.

No aplicativo de TV digital, há comandos para gravar as atrações, capturar imagens, consultar a grade de cada canal e agendar gravações de programas.

A recepção televisiva do Atrix TV é ótima. Deixei a TV do aparelho ligada, com a antena toda para fora, em locais diferentes de São Paulo e dentro do carro em movimento. A qualidade da imagem e do sinal não se alterou.

Já a sensibilidade da tela de toque e a resposta dos botões deixaram a desejar, chegando a provocar repetidas e irritadas tentativas algumas vezes. Isso também ocorreu na hora de desbloquear a tela inicial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.