Censo do IBGE aponta jovens vulneráveis na educação

A vulnerabilidade dos jovens em relação à educação está evidente nos novos números do Censo 2010, divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Embora 83,3% da população de 15 a 17 anos estejam na escola, apenas 47,3% cursavam o ensino médio e estão no nível educacional adequado. O IBGE fez o mapa dos municípios de acordo com a taxa de frequência no ensino médio.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

19 Dezembro 2012 | 10h18

As regiões Sul e Sudeste concentram a melhor situação e Norte e Nordeste, a pior. Outro dado preocupante é o abandono escolar precoce, ou seja, a proporção de jovens de 18 a 24 anos que não completou o ensino médio. Houve uma queda entre 2000 e 2010, mas os índices ainda são muito altos. Em 2000, 48% dos jovens desta idade não tinham completado o ensino médio. Em 2010, caiu para 36,5%. A taxa média de abandono escolar é quase três vezes maior que a média de 29 países europeus, segundo estudo citado pelo IBGE.

O mapa do abandono escolar precoce mostra que não há uma divisão tão clara entre Norte e Sul do País como na defasagem do ensino médio. As baixas taxas de abandono estão no Sul e Sudeste, mas as altas taxas também estão em municípios de todas as Regiões.

Mais conteúdo sobre:
IBGE censo educação ensino médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.