CEO da Apple chama processo de acionista de show midiático

O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, chamou a ação judicial de David Einhorn contra a empresa de um show midiático, mas disse nesta terça-feira que o Conselho da companhia está considerando cuidadosamente a proposta do gestor de fundos de emitir ações preferenciais, afirmando que a ideia é "criativa".

POORNIMA GU, Reuters

12 de fevereiro de 2013 | 14h38

Cook disse que o Conselho da Apple está em "discussões muito ativas" sobre como compartilhar mais com acionistas os seus 137 bilhões de dólares em caixa e disponibilidades.

Einhorn está processando a Apple como parte de um esforço mais amplo para conseguir que a empresa compartilhe mais de seu dinheiro com investidores.

O gestor de fundos quer que a fabricante do iPhone emita ações preferenciais perpétuas que paguem dividendos aos acionistas existentes, argumentando que tal instrumento seria superior aos dividendos convencionais ou a programas de recompra de ações.

Cook também falou sobre a estratégia da Apple de aquisições, dizendo que a empresa analisou mais de uma grande compra que acabou não sendo levada adiante.

Segundo ele, se a tecnologia for compatível com a estratégia da companhia, a Apple poderá fazer uma aquisição no futuro. "Nós não sentimos a pressão para sair e adquirir receita", ressaltou.

(Reportagem adicional de Jennifer Saba, em Nova York)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHAPPLEPROCESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.