CEO da Volks diz que Brasil mostrou resultado positivo

O executivo-chefe da Volkswagen, Bernd Pischetsrieder, afirmou que as operações da empresa no Brasil voltaram a mostrar um resultado operacional positivo no primeiro trimestre. A unidade tinha migrado para o vermelho no ano passado, em conseqüência do severo desaquecimento do mercado brasileiro. A Volkswagen cortou cerca de 4 mil empregos após uma acirrada disputa trabalhista para recuperar as suas operações no ano passado. As observações sobre o mercado brasileiro foram feitas em pronunciamento preparado pelo executivo para o encontro anual de acionistas da companhia, em Hamburgo. Pischetsrieder afirmou que as atuais condições do setor automobilístico não permitem otimismo e não devem melhorar no futuro de curto prazo.O CEO reiterou que as suas expectativas ainda são de lucro operacional miserável no primeiro trimestre, mesmo comparado com os resultados do primeiro trimestre de 2003, quando o lucro operacional despencou 47% para 604 milhões de euros. Ele também confirmou o que a companhia chamou de "meta ambiciosa" de superar o lucro operacional do ano passado de 2,5 bilhões de euros - antes das despesas com reestruturação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.