Cerca de 400 estudantes deixam prédios da UFRJ

Os cerca de 400 estudantes que se abrigavam em dois prédios da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na noite desta quinta-feira estão saindo dos imóveis. Eles alegavam que a Polícia Militar cercara os edifícios da Faculdade Nacional de Direito e do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais com o objetivo de prender arbitrariamente os estudantes, acusados de vandalismo.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

21 de junho de 2013 | 01h09

A Polícia Militar negou ter cercado os prédios e afirmou que alguns policiais foram até os imóveis para verificar denúncias de depredação. A direção da UFRJ também negou o cerco aos edifícios. Os estudantes estão saindo escoltados por advogados.

Tudo o que sabemos sobre:
RioprotestosUFRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.