Cetesb apura morte de peixes no Rio Sorocaba, em SP

Técnicos da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) colheram hoje amostras de peixes mortos no Rio Sorocaba, nas proximidades do bairro Vitória Régia, zona norte de Sorocaba (SP). O objetivo é identificar a causa da mortandade que vitimou milhares de peixes entre a tarde de ontem e a manhã de hoje.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

10 de outubro de 2011 | 19h05

De acordo com o gerente da agência ambiental na região, Sétimo Marangon, a causa provável pode ser uma variação na quantidade de matéria orgânica no rio, reduzindo a quantidade de oxigênio na água. A origem do problema pode estar em lançamento clandestino de esgoto ou na condução para o rio de matéria orgânica levada pelas chuvas que atingiram a cidade no final de semana.

O resultado dos exames de laboratório deve ficar pronto amanhã. Em fevereiro, um despejo de esgoto sem tratamento causou a morte de milhares de espécimes no trecho urbano do rio. O vazamento decorreu de uma falha numa das estações elevatórias que mandam o esgoto para as estações de tratamento da cidade.

Mais conteúdo sobre:
ambientepeixemorteSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.