CFM critica exame feito para admissão

O Conselho Federal de Medicina (CFM) publicou um parecer em que classifica como inaceitável e discriminatório o pedido de exames laboratoriais para saber se o candidato a um emprego é usuário de drogas. O documento, aprovado em plenário do colegiado, diz que a empresa deve se limitar a pedir exames previstos na legislação e apenas com finalidade de avaliar a capacidade de trabalho do futuro empregado.

LÍGIA FORMENTI / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2012 | 02h08

O parecer observa também que os exames toxicológicos podem apresentar resultados negativos. Para isso, basta a interrupção do uso da droga por um período entre 3 e 30 dias. Para o CFM, a alternativa é a realização de um exame pré-admissional rigoroso, com exame psicológico e avaliação psiquiátrica. O parecer é uma recomendação. Não tem caráter de obrigatoriedade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.