Chacina deixa quatro mortos e três feridos em Salvador

Uma chacina feita por quatro homens armados, na tarde de ontem, deixou quatro mortos, entre eles uma grávida de seis meses e um adolescente, além de três feridos, entre eles uma menina de 12 anos, durante uma confraternização em uma casa no bairro de Cosme de Farias, em Salvador.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

18 de abril de 2011 | 17h51

Segundo informações da Delegacia de Homicídios, que investiga o caso, o alvo do ataque, realizado por volta das 17 horas, era Paulo Carvalho de Lima, de 28 anos, conhecido como Seda. Ex-presidiário, ele ainda respondia a processos por roubo, formação de quadrilha e porte ilegal de arma.

Lima e a namorada, também dona do imóvel, Luciana Santos, de 26 anos, morreram no local. Seda estava morando na casa de Luciana há três meses, depois de ter sofrido um atentado no bairro onde morava, Pau da Lima. Além deles, um amigo do casal, Bruno Oliveira, de 17 anos, morreu antes de ser atendido pelos médicos.

Outro casal que estava na casa, Eberson Lima, de 33 anos, também ex-presidiário, e Lilian Lucimara de Souza, de 31, grávida de seis meses, também foi atacado. Ela chegou a ser levada ao Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos. Ele se escondeu atrás de um fogão e conseguiu escapar.

Um sobrinho de Eberson, de 17 anos, baleado no abdome, no tórax e no rosto, e está internado em estado grave no HGE. A filha de Lilian, de 12, conseguiu se esconder em um banheiro e se feriu apenas com estilhaços de vidro na mão. Ela passa bem. Um amigo do casal, Wellington Rodrigues, de 25 anos, foi baleado no braço e na perna, teve uma fratura de fêmur e deve ser submetido à cirurgia.

Segundo a delegada Francineide Moura, a polícia trabalha com a hipótese de acerto de contas no caso. A quantidade de mortos e feridos, de acordo com ela, tem relação com a ocupação da casa no momento do crime - os atiradores não queriam deixar testemunhas. A chacina marcou mais um fim de semana violento na Bahia. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado, apenas na capital foram registrados 20 homicídios entre a noite de sexta-feira e a manhã de hoje.

Mais conteúdo sobre:
crimeviolênciaSalvadorchacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.