Chef de cozinha suíço morto em assalto é velado em SP

O chef de cozinha suíço Nicolas Friedrich Hans Dornaus, de 40 anos, morto na noite de domingo, é velado nesta manhã no Cemitério de Congonhas, na zona sul da capital paulista. Segundo funcionários do cemitério, o sepultamento será ainda nesta tarde.

JOÃO PAULO CARVALHO, Agência Estado

12 de julho de 2011 | 11h52

Dornaus nasceu em Zurique, morava no Brasil desde 1975 e trabalhava no Hotel Grand Hyatt, no Morumbi, na zona sul de São Paulo. Ele voltava para casa de moto quando, por volta das 23h30, parou em um semáforo na Avenida Rio Bonito, na altura do número 3.000. Logo em seguida, ele foi abordado por dois homens em uma moto. O chef acabou sendo baleado nas costas.

Policiais militares levaram o Dornaus ao Hospital Regional, mas ele morreu durante uma cirurgia. Os ladrões fugiram sem levar nada. No início da tarde de ontem, o Grand Hyatt divulgou uma nota lamentando o assassinato do funcionário. De acordo com o hotel, Dornaus era solteiro e estava de folga no dia do assalto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.