Chefe da missão do FMI vê Grécia em uma encruzilhada--jornal

A Grécia está em uma encruzilhada e terá de implementar "reformas estruturais muito mais rigorosas" para evitar um default, disse o chefe da missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a Grécia, Poul Thomsen, segundo o diário alemão Welt am Sonntag.

REUTERS

08 de outubro de 2011 | 13h48

"Está claro que o programa não funcionará se as autoridades não tomarem o caminho que demanda reformas estruturais mais rigorosas do que aquelas vistas até agora", disse Thomsen ao jornal alemão.

(reportagem de Sarah Marsh)

Mais conteúdo sobre:
GRCIAFMICRISE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.