Chefs não abrem mão de usar atum vermelho

JAPÃO

, O Estadao de S.Paulo

17 de março de 2010 | 00h00

Chefs japoneses ligados à associação Relais & Château, que reúne 500 dos restaurantes mais caros do mundo, reagiram mal à determinação da entidade de não servir mais o atum vermelho do Atlântico. A espécie estaria prestes a se tornar protegida, o que proibiria seu comércio internacional. Para os japoneses, a proibição traria grande prejuízo aos restaurantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.