Chevron precisa apresentar justificativa para parada

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) informou hoje, por meio de sua assessoria de imprensa, que a Chevron precisa apresentar justificativas técnicas para interromper sua produção. Segundo a agência, uma parada precisa de autorização do órgão.

SABRINA VALLE E MÔNICA CIARELLI, Agência Estado

15 Março 2012 | 18h06

Na tarde de hoje, o diretor de assuntos corporativos da Chevron, Rafael Jaen, informou em encontro com jornalistas ter feito o pedido para a suspensão temporária das operações de produção no Campo Frade, na Bacia de Campos, onde foi registrado novo vazamento. A decisão foi tomada por precaução e, segundo ele, já havia sido protocolada nos órgãos reguladores brasileiros.

Ele também falou que a petroleira norte-americana não pretende alterar seus planos de investimento no Brasil em função dos vazamentos no Campo do Frade já registrados. "Continuamos com nossos planos no Brasil", disse.

Jaen afirmou que a companhia ainda não recebeu o relatório da ANP sobre o vazamento de novembro nas operações da companhia no Campo de Frade. Segundo ele, assim que a petroleira receber vai atender às exigências do órgão regulador.

Para o diretor, o vazamento anunciado hoje não tem relação com o caso anterior e foi identificado em um local onde a companhia não estava perfurando ou injetando. A decisão de suspender as operações no Campo do Frade tem como pano de fundo fazer um estudo mais profundo do problema. O executivo fez questão de ressaltar que a Chevron respeita as normas brasileiras.

Mais conteúdo sobre:
ambienteChevronvazamentoANP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.