Chile usa ''mau hálito'' como arma em campanha anti-fumo

Caixas de cigarro serão ilustradas com foto de sorriso com dentes amarelos.

Marcia Carmo, BBC

06 de setembro de 2007 | 05h41

O Ministério da Saúde do Chile lançou na quarta-feira uma campanha para tentar convencer os fumantes a desistirem do hábito com o slogan: "Eu tenho mau hálito", que estará nos maços de cigarro vendidos no país, a partir de novembro. "A fumaça do cigarro impregna todo seu corpo e te mata dia a dia", é outra das frases impressas nos maços. As caixas de cigarro serão ilustradas ainda com foto de um sorriso com dentes amarelos por causa do fumo. A medida foi anunciada pela ministra da Saúde, Soledad Barría, e faz parte da lei contra o tabaco que entrou em vigor em agosto do ano passado. O governo chileno optou pela campanha sobre o mau hálito depois que um estudo realizado pela empresa Demoscópica, com diferentes grupos de fumantes, mostrou que a foto de dentes amarelados e a preocupação com o hálito incomodam muitos que fumam. Segundo o estudo encomendado pelo Ministério da Saúde, a questão do hálito e dos dentes incomoda mais do que fotos de pessoas doentes nos maços de cigarro, porque o problema é mais imediato para os fumantes. Para o Ministério, as fotos de pessoas doentes não são tão eficazes porque os fumantes acreditam que são necessários muitos anos para que cheguem a este estágio, mas ainda assim, os maços trarão a frase "estes cigarros causam câncer, infarto, estragam sua boca, seus dentes e todo seu organismo". A ministra da Saúde disse que o objetivo é "chocar", principalmente os jovens, para que eles não comecem a fumar.Soledad Barría afirmou que "mais de 15 mil pessoas morrem por ano no Chile por doenças relacionadas ao fumo". Segundo o Ministério, a campanha pretende combater a imagem "atraente", "divertida" e até "cool" que é associada ao hábito de fumar na publicidade das diversas marcas de cigarro. "Fumar mata e tem custo social", disse a ministra, na entrevista em Santiago, capital do Chile. Outro estudo realizado por encomenda do governo chileno revelou que o hábito de fumar está concentrado, principalmente, entre pessoas de 26 a 34 anos de idade (59,4% do grupo fumam), seguido do grupo entre 19 e 25 anos (58,2%).A campanha sobre o "mau hálito" substituirá a anterior, que mostrava um ex-fumante contando os males que o cigarro fez em sua saúde (perdeu a laringe por um câncer), após 20 anos de vício. Segundo o Ministério da Saúde, 5% dos fumantes chilenos contaram ter abandonado o vício depois da campanha. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.