China suspende banimento da venda de consoles estrangeiros de games

A China disse que suspendeu temporariamente o banimento sobre as vendas de consoles de videogame estrangeiros, abrindo o caminho para empresas como a Sony, Microsoft e Nintendo entrarem em um mercado de quase 14 bilhões de dólares.

Reuters

07 de janeiro de 2014 | 10h49

A suspensão da proibição de quase 14 anos permite que "empresas com investimento estrangeiro" fabriquem consoles de games dentro da zona de livre comércio de Xangai e os vendam na China após inspeção dos departamentos culturais, disse o governo em comunicado publicado em seu site na segunda-feira.

A China baniu consoles de videogame em 2000, citando efeitos adversos sobre a saúde mental de seus jovens. Consoles, no entanto, podem há muito ser encontrados embora ilegalmente, mas jogos online em PCs ainda são mais populares, com lan houses muitas vezes cheias com várias fileiras de usuários.

Não foi anunciado por quanto tempo a suspensão durará. Também não foram especificados os requisitos para uma empresa com investimento estrangeiro.

(Por Paul Carsten, Sophie Knight e Reiji Murai)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHCHINABANIMENTOGAMES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.