Chinaglia comemora aprovação da MP do Mais Médicos

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), compartilhou da "animação" da presidente Dilma Rousseff com a aprovação na madrugada desta quarta-feira, 09, do texto principal da Medida Provisória do Programa Mais Médicos. Segundo Chinaglia, Dilma "se envolveu pessoalmente" com o programa. O governista enfatizou que nem a oposição consegue criticar mais a proposta. "Não houve nenhum líder que falasse, como anteriormente, mal do Mais Médicos. Essa é a grande vitória", comentou o petista.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

09 Outubro 2013 | 13h08

A aprovação do texto, tomada pelos deputados depois de mais de sete horas de discussão, transfere para o Ministério da Saúde a responsabilidade pela concessão do registro a profissionais estrangeiros integrantes do programa, altera o formato da residência médica e modifica o internato feito pelos alunos da graduação.

O texto, no entanto, ainda pode ser modificado pela Casa. Ficou para depois da reabertura da Câmara a votação de mais de 13 destaques apresentados, com potencial para trazer uma série de alterações para o relatório aprovado na semana passada, de autoria do deputado Rogério Carvalho (PT-SE).O governo espera a inclusão de emendas aglutinativas, além da manutenção da obstrução do DEM e do PSD. "O principal é a gente superar a obstrução" afirmou Chinaglia.

Mais conteúdo sobre:
Mais Médicos MP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.