Chuva alaga barracões de 2 escolas de samba em SP

Faltando cinco dias para o início do carnaval, as escolas de samba Pérola Negra, do Grupo Especial de São Paulo, e Prova de Fogo, do Grupo de Acesso, terão de correr para conseguir entrar na avenida com os carros e fantasias em ordem. Os barracões das agremiações, sob o Viaduto Mofarrej, na Vila Leopoldina, zona oeste, alagaram outra vez ontem durante o temporal.

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 09h49

De cima do viaduto era possível ver peças de carros alegóricos, como dois bustos de homens segurando tochas, boiando na Avenida Gastão Vidigal, que passa debaixo do viaduto. Segundo Osiene Furtado, carnavalesco da Prova de Fogo, as peças eram de carros alegóricos da Pérola Negra. As estruturas das alegorias, porém, não foram danificadas porque elas já estão no Anhembi, na zona norte.

Já os três carros alegóricos da Prova de Fogo ficaram molhados. Além das alegorias, a escola perdeu fantasias e material para terminar os trabalhos. Essa não é a primeira vez que escolas sofrem com alagamentos. No início do mês, a mesma Pérola Negra alagou e o prejuízo ultrapassou os R$ 50 mil com a destruição de carros e fantasias. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaSPescolas de sambaalagamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.