Chuva atinge região da Sapucaí antes dos desfiles no Rio

Os desfiles da primeira noite do Grupo Especial do carnaval do Rio podem ocorrer embaixo de chuva. Chovia forte na última hora e a água se acumulava nos cantos da pista da Avenida Marquês de Sapucaí. O público que chegava ao sambódromo cercava vendedores ambulantes, que vendiam capas por valores entre R$ 7 e R$ 10. Na arquibancada, em frente o setor 10, o público gritava e aplaudia os raios e trovões.

CLARISSA THOMÉ, Estadão Conteúdo

15 Fevereiro 2015 | 21h37

O gaúcho Ailton Santos Júnior, de 28 anos, que veio assistir aos desfiles com a mulher, a sogra e o filho, disse que ficou frustrado com a chuva forte. "Atrapalha um pouco. A gente fica sem conforto. Espero que amanhã, no desfile da União da Ilha, a chuva dê uma trégua", afirmou ele, que pagou R$ 7 por cada capa. "Eles estão aproveitando. Uma dessas custa R$ 1 em qualquer lugar", reclamou.

O Centro de Operações Rio informou que a cidade está em estado de atenção desde as 18 horas - é o segundo nível de alerta numa escala de três e indica possibilidade de chuva moderada a forte. Chove forte nas zonas norte e oeste. O Aeroporto Santos Dumont opera por instrumentos. O Rio Pavuna, na Baixada Fluminense, transbordou às 19 horas.

Mais conteúdo sobre:
carnavalSapucaídesfilesRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.