Chuva causa mais uma manhã de transtornos no Rio

A região metropolitana do Rio enfrenta mais uma manhã de transtornos em função das fortes chuvas na madrugada desta terça-feira. Por volta das 5h da manhã, um temporal atingiu bairros da capital, causando alagamentos e transtornos no transporte público. A chuva também deixou em alerta máximo diversos rios da Baixada Fluminense, de acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea). O temporal afetou ainda sistema de trens urbanos da região, que ficou parcialmente parado por volta das 7h30 da manhã.

ANTONIO PITA, Agência Estado

22 de janeiro de 2013 | 09h24

Desde cedo, grandes avenidas da cidade estavam alagadas, como o Aterro do Flamengo, na zona sul, e a Radial Oeste e Avenida Brasil, ambas na zona norte. O Aterro, principal via expressa de ligação entre a zona sul e o Centro da cidade, ficou interditado em função dos bolsões de água na pista. Na Radial Oeste, que corta a zona norte, o transbordamento do Rio Joana, ao lado do Maracanã, provocou os alagamentos.

Houve problemas e alagamentos em diversos bairros, como Vila Isabel, Tijuca e Grajaú, na zona norte, Flamengo, Catete e Glória, na zona sul, e ainda Parada de Lucas, no subúrbio, e Santo Cristo e Gamboa, na zona portuária. Ruas e avenidas tiveram que ser bloqueadas e o trânsito ficou completamente congestionado em alguns pontos.

Por conta das chuvas, a concessionária SuperVia, responsável pelo sistema de trens urbanos, interrompeu a circulação das composições entre a estação Central e Saracuruna. A interrupção, por volta das 7h30, durou cerca de 15 minutos e foi causada, segundo a empresa, por um alagamento no trecho entre Manguinhos e Triagem, na zona norte do Rio.

A previsão da meteorologia para a cidade é de tempo nublado e mais chuvas durante todo o dia. As temperaturas devem ficar entre 20º e 28º nesta terça-feira. Desde domingo o Rio está em estado de atenção por conta das fortes chuvas que caem ao longo do dia, alternadas com períodos de sol fraco entre nuvens.

Baixada Fluminense

Na região metropolitana do Rio, as chuvas também foram fortes na madrugada. Belfort Roxo, região que já fora atingida pelos temporais do início do mês, foi castigada desde a tarde de segunda-feira com novas chuvas. De acordo com a Defesa Civil do município, choveu cerca de 40% do previsto para todo o mês, o que fez que bairros inteiros ficassem alagados. O Rio Botas transbordou e causou alagamentos nos bairros de Parque Amorim e Maringá.

Já o rio Capivari, que corta Belfort Roxo e também Duque de Caxias, está em estágio máximo de alerta de acordo com o Inea. No início do mês, no distrito de Xerém, em Duque de Caxias, o transbordamento causou a destruição de 150 casas às margens do rio e a morte de duas pessoas. Ainda segundo o Inea, em São João do Meriti também na Baixada, o rio Pavuna está em alerta máximo.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.