Chuva diminui e São Paulo sai do estado de atenção

As áreas de instabilidade que provocaram chuvas na capital nas últimas duas horas perderam intensidade e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) tirou do estado de atenção o Centro, as zonas norte, leste e oeste, o sudeste e as regiões das marginais do Tietê e Pinheiros, decretado por volta das 14 horas. Restam apenas chuvas fracas em alguns pontos da zona leste da cidade. Segundo o CGE, a condição de chuvas permanece ao longo da tarde e toda a noite, com potencial para novas rajadas de vento e chuvas fortes alternadas com períodos de melhoria.

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 17h19

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) contabilizava até as 17h40 nove pontos de alagamento na cidade: Avenida Aricanduva com a Rua Tamaindé; Avenida Educador Paulo Freire na altura do número 1201; Rua Tumucumaque com a Avenida Aricanduva; Avenida Airton Pretini na altura do número 500; Avenida Armando Cardoso Alves; Rua Celso Marques Ribeiro na altura do número 465; Marginal dos Pinheiros na Ponte Roberto Rossi; Avenida Francisco Matarazzo coma rua Ministro Godoy; e Marginal dos Pinheiros com a Rua Jaime de Oliveira.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaSPestado de atenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.