Chuva forte derruba muro no aeroporto de Congonhas em SP

Trinta metros de um muro caiu e local foi interditado; incidente não prejudicou as operações do aeroporto

Amanda Valeri, da Agência Estado,

21 de fevereiro de 2008 | 21h10

Parte de um muro localizado na Cabeceira 17 do Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, caiu na noite desta quinta-feira, 21, por causa da forte chuva que atinge a cidade desde o início da noite. O problema não prejudicou as operações do aeroporto, que funcionava com o auxílio de instrumentos.    Temporal causa alagamentos e transtornos em SP   Estima-se que o incidente tenha ocorrido entre 19h30 e 20 horas e que 30 metros do muro tenham caído. Ninguém ficou ferido   O local, na esquina entre a Avenida dos Bandeirantes e o Viaduto João Julião da Costa Aguiar, já foi interditado pelos Bombeiros.   Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a estrutura caiu dentro do aeroporto e não houve feridos.    A reconstrução do muro deve ser providenciada quando parar de chover, informou a Infraero.   A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) teve que interditar a calçada e a faixa da direita da Bandeirantes, no sentido da Rodovia dos Imigrantes.   Em razão do mau tempo, o Aeroporto de Congonhas passou a funcionar com o auxílio de instrumentos para pousos e decolagens às 18h51. Até as 19 horas, dos 199 previstos, 13 partiram com atrasos superiores a uma hora (6,5% do total) e 7 foram cancelados (3,5%).  

Tudo o que sabemos sobre:
aeroporto de congonhaschuva em SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.