Chuva rápida deixa São Paulo em estado de atenção

Não foram resgistrados pontos de alagamento na cidade; Congonhas teve que operar por instrumentos

Elvis Pereira, estadao.com.br

22 de abril de 2008 | 17h08

As fortes pancadas de chuva que atingiam São Paulo na tarde desta terça-feira, 22, levaram o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) a decretar, a partir das 16h10, estado de atenção em toda a cidade. Às 16h45, chovia forte principalmente na zona leste. Até o momento, não foram registrados pontos de alagamento nas vias da capital.   De acordo com o CGE, a chuva, que passava rapidamente pela capital, tinha potencial para provocar rajadas de vento. Nos aeroportos Campo de Marte, na zona norte, e de Congonhas, na zona sul, as rajadas atingiram 68 km/h e 38 km/h, respectivamente, entre 16h12 e 16h22.   Em Congonhas, os pousos e decolagens tiveram de ser efetuados com o auxílio de instrumentos das 16h11 às 16h41, mas as operações não chegaram a ser prejudicadas, segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Até as 16 horas, dos 163 vôos previstos, 17 atrasaram, 10,4% do total, e 4 foram cancelados (2,5%).

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaaeroportoestado de atenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.