Chuva volta a castigar São Luiz do Paraitinga

Pelo menos 400 pessoas estão desalojadas em São Luiz do Paraitinga, a 182 km de São Paulo. Segundo a Defesa Civil, o motivo foi o transbordamento do Rio Paraitinga, que corta a cidade, depois das fortes chuvas nos últimos quatro dias no Vale do Paraíba. As águas atingiram cerca de 100 casas e estabelecimentos comerciais.

REGINALDO PUPO E JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

14 de janeiro de 2013 | 10h25

O rio começou a subir na tarde de sexta-feira (11) e, às 3h deste sábado (12), já estava 3,5 metros acima do nível. Neste domingo (13), com forte correnteza, ultrapassou os 4 metros, mas à tarde baixou 50 cm. Segundo agentes da Defesa Civil, a cidade segue em estado de atenção, pois a chuva voltou. A cheia foi provocada por temporais em Cunha, a 65 km, onde está a nascente do Rio Paraitinga.

Rodovias

Também no interior, chuvas causaram neste domingo a interdição de duas rodovias. Em Marília, a 438 km de São Paulo, o Rio Tibiriçá transbordou e cobriu a Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros (SP-333), na altura do km 331,8. O trânsito foi desviado para a Transbrasiliana (BR-153). No fim da tarde, as águas já tinham baixado, mas a liberação do tráfego dependia da avaliação de um duto sob a pista. Em Tapiraí, queda de barreira interditou parcialmente a Rodovia Santos Dumont (SP-79), no trecho de serra que liga a cidade a Juquiá. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Mais conteúdo sobre:
chuvasSão Luiz do Paraitinga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.