Chuvas fortes no Sul do País provocaram deslizamentos

As chuvas fortes que atingiram a Região Sul do País provocaram alagamentos e deslizamentos de terra em diversos municípios de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e Paraná. Chuvas de granizo danificaram parcialmente casas e prejudicaram as regiões agrícolas. Os órgãos de Defesa Civil dos três Estados trabalham de forma preventiva deslocando famílias das áreas de risco para abrigos públicos. Até agora não há registro de vítimas fatais por causa das tempestades.

GUSTAVO AGUIAR, ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ESTADO, Agência Estado

21 de setembro de 2013 | 18h05

No Rio Grande do Sul, o granizo danificou pelo 300 casas no município de Planalto e 80 em Lageado do Bugre. No Paraná, a Defesa Civil relatou que pelo menos 20.477 pessoas foram atingidas pelas chuvas em todo o Estado. Curitiba registrou alguns alagamentos de pequeno porte em diversos pontos. No interior, as chuvas de granizo destelharam mais de 5 mil residências, mas sem gravidade. As prefeituras ofereceram lona para que os moradores que não podem substituir as telhas imediatamente cubram os buracos.

Os órgãos locais não relataram necessidade de desalojamento, e, por enquanto, não há desabrigados. O Instituto Simepar, que monitora o clima na região, alertou para o acumulado de chuva previsto, que deve ser expressivo entre o oeste, sudoeste e o sul paranaense.

Em Santa Catarina, a Defesa Civil acompanha de perto a situação em 11 municípios com maior risco de inundações e deslizamentos. Em Rio do Sul, na região centro-oeste do Estado, 410 pessoas foram transferidas preventivamente para 13 abrigos da prefeitura. O rio que corta a cidade transbordou e invadiu a rodovia SC-350, que foi interditada. Em Aurora, ao sul, 30 famílias foram encaminhadas para abrigos. Brusque e Lages registraram deslizamentos de terra e algumas famílias precisaram ser desalojadas. Uma chuva de granizo danificou 500 casas no município de Saltinho, 300 em Santa Tereza do Progresso, 80 em São José dos Cedros e 60 em Serra Alta.

A previsão é que o volume de chuvas na madrugada de sábado para domingo seja superior que o da noite anterior. A previsão é de chuvas fortes acompanhadas de grande concentração de raios e rajadas de vento.

Mais conteúdo sobre:
chuvasRegião Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.