Chuvas já deixam mais de 30 mil desalojados no Rio

O número de desalojados pelas chuvas dos três últimos dias no Rio subiu para 30.036 pessoas, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira, 19, pela Coordenação da Defesa Civil do Estado. O total de desabrigados também subiu de 173, registrado até a manhã de quinta, para 2.155. Dois municípios decretaram situação de emergência. A Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec) ressalta que já afetaram mais de 59.772 mil pessoas em todo Estado.   Veja também: Tudo sobre as vítimas das chuvas         A diferença, de 2.484, contabilizados até a manhã de quinta, para 30.036 é resultado das fortes chuvas que atingiram alguns municípios que ainda não haviam divulgado o balanço das enchentes, como o município de Santo Antônio de Pádua, deixando 400 desabrigadas e 20 mil desalojados na cidade.   Outros municípios bastante afetados pelas chuvas são Itaperuna e Laje do Muriaé, em função da precipitação pluviométrica estar acima da média e o solo se encontrar bastante encharcado.O Rio Muriaé, em Laje do Muriaé, está acima do nível normal, tem 1,5 mil desalojados e 254 desabrigados. Já Itaperuna tem 815 desalojados e 51 desabrigados. As cidades decretaram, ontem, situação de emergência.   Outros municípios onde moradores tiveram que deixar suas casas foram Cardoso Moreira, Natividade, Itaocara, Aperibé, Bom Jesus de Itabapoana, Italva, Porciúncula, Campos dos Goytacazes e Cambuci. Os municípios estão sofrendo com alagamentos, mas não há registro de desabamentos. De acordo com a Coordenação da Defesa Civil, a previsão é que as chuvas continuem em todo Estado e a orientação é para que os moradores evitem as áreas de encosta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.