Ciclista profissional morre atropelado por carro

O ciclista Hailton Pereira da Silva, mais conhecido como Ceará, de 48 anos, morreu atropelado por um carro na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, nesta quinta-feira (14), em Bauru, a 326 quilômetros de São Paulo. Ceará pedalava pelo acostamento num trecho urbano, quando foi atingido por um Fiat Strada desgovernado. O motorista do carro, W.B., de 19 anos, alegou ter perdido o controle do automóvel e capotado, atingindo-o. Ceará morreu na hora. A bicicleta ficou destruída. W.B. e B.F., de 25 anos, que estava no banco do passageiro, tiveram ferimentos leves.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

15 de março de 2013 | 14h52

O ciclista participava de competições oficiais e representava Bauru. Ceará tinha mais de 20 anos de experiência. Mais de cem praticantes de ciclismo acompanharam o enterro de Ceará nesta sexta-feira. O cortejo seguiu do velório Terra Branca até o Cemitério do Redentor, onde ocorreu o sepultamento. Muitos ciclistas protestaram com cartazes, cobrando mais ciclovias e segurança. A Polícia Civil aguarda o laudo da perícia técnica para decidir se o motorista do carro responderá criminalmente. O caso foi registrado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Tudo o que sabemos sobre:
CiclistaatropeladoBauru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.