Ciclone na Argentina provoca ondas de 2,5 metros no Rio

No domingo de sol, nem o mar que voltou a ficar agitado e com ondas gigantes espantou os banhistas das praias do Rio. Na Praia de Itaipu, em Niterói, as ondas chegaram a 2,5 metros e deixaram o Corpo de Bombeiros em estado de alerta. Na orla da zona sul do Rio, as ondas também alcançaram 2 metros de altura. Conhecida por ser uma enseada de águas tranqüilas, a região teve ontem dois casos de salvamento com helicóptero. Tanto é que poucos banhistas se arriscaram a entrar no mar por lá. De acordo com meteorologistas, o mar agitado foi conseqüência de um ciclone extratropical em alto-mar na Argentina.Na semana passada, o fenômeno causou ressaca na orla do Rio e o mar invadiu a Baía de Guanabara, entre o Rio e Niterói, provocando acidentes. O tráfego de catamarãs teve de ser interrompido na região. Segundo André Madeira, meteorologista do Climatempo, a partir de quarta-feira o mar voltará a subir por causa de uma frente fria. Ele ainda diz que essas ressacas são normais entre maio e setembro e a antecipação do fenômeno não deve causar espanto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE, Agencia Estado

28 de abril de 2008 | 09h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.