Cidades do interior de SP também enfrentam protestos

Além dos 21 pontos de protestos na capital, cidades do interior do Estado de São Paulo também enfrentam manifestações nesta quinta-feira, 11. Os cinco terminais de ônibus de Piracicaba estão fechados por causa do "Dia Nacional de Lutas". O Conselho de Entidades Sindicais de Piracicaba (Conespi) fechou a saída das garagens das empresas de ônibus desde às 4h. Os ônibus devem ser liberados para circular a partir das 12h.

RENE MOREIRA E RICARDO BRANDT, Agência Estado

11 de julho de 2013 | 10h36

Em Campinas, pelo menos 300 manifestantes iniciaram uma passeata pelas ruas do centro da cidade. O grupo partiu da Estação Cultura, por volta das 9h30. Eles devem fazer um primeiro ato em frente à Catedral Metropolitana.

Já em Ribeirão Preto, quase todos servidores públicos municipais já começaram a se concentrar no centro da cidade. Eles se reúnem na frente do Instituto de Previdência dos Municipiários IPM, de onde sairão em passeata até a Prefeitura.

Às 10h30, as manifestações já afetavam 11 Estados do País. Rio Grande do Sul, São Paulo, Pernambuco e Bahia eram os mais afetados.

Mais conteúdo sobre:
protestosSPcidades

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.