Cidades históricas terão sinalização para turistas

Três cidades históricas paulistas terão R$ 1,15 milhão para prover seus atrativos turísticos com sinalização de padrão internacional. Os recursos, liberados pelo Ministério do Turismo por meio do Programa de Aceleração do Crescimento do Turismo (PAC), atenderão projetos nos municípios de Santo André, na Grande São Paulo, São Luiz do Paraitinga, no Vale do Paraíba, e Iguape, no litoral sul.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 14h13

Em Santo André, serão utilizados R$ 550 mil para melhorar as informações turísticas da Vila de Paranapiacaba, surgida no século 18, a partir da construção da estação da estrada de ferro São Paulo Railway, em 1847. A vila preserva o casario de arquitetura inglesa típica e um sistema único de tração que ajudava trens carregados de café a vencer a Serra do Mar.

Uma verba de R$ 300 mil ajudará São Luiz do Paraitinga a refazer a sinalização turística afetada pelas enchentes que praticamente destruíram a cidade em 2010. O conjunto arquitetônico tombado pelo patrimônio histórico, que inclui o casario do centro e a matriz do século 17, está sendo reconstruído.

Outros R$ 300 mil foram destinados à estância balneária de Iguape, que tem o centro histórico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 2009. O projeto de sinalização envolve as atrações turísticas e os acessos à cidade.

De acordo com pesquisa do Ministério, 20,4% dos turistas brasileiros que viajaram pelo país em 2011 consideraram a sinalização turística ruim. Também foram liberados recursos para a cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro, e as cidades do circuito histórico de Ouro Preto, em Minas Gerais.

Mais conteúdo sobre:
turismocidades históricasverba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.