Cientista acusado de fraude depõe pela primeira vez

O cientista Hwang Woo-suk foi interrogado pelas autoridades sul-coreanas pela primeira vez desde o começo do escândalo sobre a fraude em sua pesquisa de células-tronco. O Conselho de Inspeção questionou Hwang sobre a provável apropriação indevida dos fundos do governo, segundo o porta-voz Park Jin-kyu. Hwang foi interrogado até a noite de sexta-feira. Durante o ano passado, o cientista recebeu US$ 42,2 milhões em fundos do governo para sua pesquisa, assim como US$ 4,3 milhões vindos de fundações particulares, de acordo com o conselho. Ele já foi interrogado pelo comitê da Universidade Nacional de Seul, que no começo do mês divulgou que o professor de medicina veterinária fabricou os resultados informados em artigos de 2004 e 2005 da publicação internacional Science. Uma investigação paralela está sendo realizada, e já foram interrogados os parceiros de Hwang nas pesquisas. Nesta semana, a promotoria divulgou que os testes de DNA confirmaram as descobertas da universidade. Ainda não está claro se Hwang e todas as pessoas envolvidas no escândalo irão enfrentar acusações criminais.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2006 | 14h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.