Cientistas arranjam 'namoradas' para tartaruga rara

Tartaruga gigante originária da Ilha de Pinta, em Galápagos, é apresentado a duas novas companheiras.

BBC Brasil, BBC

24 de janeiro de 2011 | 15h45

Cientistas preocupados com a preservação de uma espécie de tartaruga gigante das Ilhas Galápagos apresentaram a um macho raro duas fêmeas, na esperança de que os animais façam o acasalamento.

O macho recebeu o nome de "George Solitário" justamente por ser o último representante conhecido de sua subespécie.

&&

Estima-se que 'George Solitário' tenha 90 anos

George, com idade estimada em 90 anos, foi visto pela primeira vez na Ilha de Pinta, no arquipélago de Galápagos, e vem sendo monitorado pelos especialistas do Parque Nacional equatoriano.

O cientista Diego Cisneros disse que as "namoradas" de George foram selecionadas por meio de testes genéticos. Embora de subespécies diferentes, as duas fêmeas são compatíveis com George.

Esta não é, no entanto, a primeira vez que cientistas tentam incentivar a procriação do animal. Em 2009, "George Solitário" chegou a acasalar, mas a companheira acabou produzindo ovos inférteis.

As tartarugas gigantes de Galápagos estão entre as espécies observadas pelo cientista britânico Charles Darwin e que contribuíram para que ele formulasse, no século 19, a teoria da evolução.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.