Cigarros enrolados à mão são mais cancerígenos, diz estudo

Fumantes de cigarros enrolados à mãotendem a consumir menos tabaco, mas enfrentam um risco maior dedesenvolver câncer de pulmão do que aqueles que fumam cigarrosindustrializados, descobriu um estudo feito na Noruega compacientes com câncer de pulmão. A Noruega é um dos últimos países ocidentais que aindafumam uma quantidade significativa de cigarros enrolados à mão,que respondem por um terço das vendas de tabaco, informou oestudo divulgado nesta quarta-feira. Segundo o estudo conduzido por Heidi Rolke, do HospitalSorlandet na Noruega, os fumantes de cigarros enrolados à mão"consomem (menos) cigarros e estatisticamente fumam há menosanos". Mas, diz o estudo, cigarros enrolados à mão "são maiscancerígenos, o que resulta em uma maior incidência dedesenvolvimento de câncer de pulmão". O documento foi apresentado na Conferência Mundial sobreCâncer de Pulmão em Seul. O câncer de pulmão é um dos cânceres mais comuns no mundo,com mais de 570 mil pessoas na Ásia morrendo a cada ano, ou uma cada minuto. No mundo, ele mata 1,3 milhão de pessoas a cadaano. Mais de 80 por cento dos pacientes que desenvolveram câncerde pulmão, no estudo com 333 pessoas, fumavam principalmentecigarros enrolados à mão. Esse tipo de cigarro tende a termenos tabaco, mas tem uma quantidade maior de nicotina ealcatrão pois são enrolados sem filtro, disse Rolke. Jonathan Samet, da Escola de Saúde Pública da UniversidadeJohns Hopkins, disse que descobertas similares foramdocumentadas entre mulheres hispânicas, no sudoeste dos EUA,que tendem a enrolar à mão seus cigarros.

REUTERS

05 de setembro de 2007 | 12h29

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIACIGARROSENROLADOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.