Rolando de Freitas/Estadão
Rolando de Freitas/Estadão

Cinco curiosidades sobre o bairro da Lapa

As ruas largas, sinuosas e arborizadas da região conhecida por City Lapa seguiram o conceito de "cidades-jardins" nos anos 20

O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2014 | 10h29

1. Bairro da Lapa tinha outro nome até o século 18 - a região ficou conhecida durante três séculos por “Emboaçava”, do tupi que quer dizer “lugar por onde se passa”, e era banhada pelo rio que levava seu nome, o atual Rio Pinheiros. Há duas versões sobre a origem do nome Lapa, que deu nome ao bairro a partir do século 18: a de um português que carregava uma imagem de Nossa Senhora e construiu uma gruta para a santa e a da missa anual que os jesuítas eram obrigados a realizar, em homenagem a Nossa Senhora da Lapa,, em troca das terras.

2. Mercado da Lapa adiou inauguração devido à morte de Getúlio Vargas - O Mercado Municipal Rinaldo Rivetti, conhecido também como Mercadão da Lapa, deveria ter sido inaugurado em 24 de agosto de 1954, como parte das comemorações ao IV Centenário da cidade de São Paulo, mas, devido ao luto pela morte do então presidente da República, Getúlio Vargas, que se suicidou no dia da abertura, os portões do mercado permaneceram abertos apenas até as 10h, e a festa planejada, que incluía uma queima de fogos de artifício, acabou sendo cancelada. Foi aberto ao público no dia 30 do mesmo mês. Ganhou o nome atual em 1982 em homenagem as campanhas sociais de Rinaldo Rivetti.

3. Ruas da Lapa seguiram o conceito de “cidades-jardins” - As ruas largas, sinuosas e arborizadas da região conhecida por City Lapa ((Alto da Lapa e Bela Aliança) não são um acaso. Foram concebidas nos anos 20 pelo arquiteto inglês Barry Parker, conhecido por projetar o conceito “cidades-jardins”, no qual as áreas construídas se harmonizam com as áreas verdes. O objetivo da Companhia City, responsável pelo loteamento, era ter um contraponto à área industrial da vizinha Barra Funda, ao longo do Rio Tietê. Por seu valor histórico, a Prefeitura de São Paulo em 2009 decidiu tombar o local.


4. Bairro foi palco de massacre durante a ditadura militar – em 1976, a polícia e agentes do Exército entraram atirando em uma casa na Rua Pio XI, onde se reunia o Comitê Central do PCdoB, e mataram três dirigentes do partido: Pedro Pomar,  ngelo Arroyo e João Batista Drummond. O episódio entrou para a história como a “Chacina da Lapa”. 

5. Lapa representou o Brasil no judô na Olimpíada de 1976 - Saiu do bairro da Lapa a equipe de judô que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos de 1976, em Montreal, no Canadá. O feito é atribuído ao mestre Fuyuo Oide, responsável por treinar as equipes mais fortes da modalidade nos anos 60, 70 e 80, e que tinha uma academia na região. 

Tudo o que sabemos sobre:
bairrosspLapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.