Cinco são detidos por exploração ilegal de madeira em MG

Jacaranda-da-bahia é utilizada na fabricação de instrumentos musicais

Aline Reskalla, Agência Estado

11 Maio 2012 | 18h02

BELO HORIZONTE - A Polícia Federal desmanchou um novo esquema de exploração ilegal de jacaranda-da-bahia em Minas Gerais que pode ter ligação com uma quadrilha descoberta em 2007. A madeira visada pela quadrilha é utilizada para a fabricação de instrumentos musicais.

A PF cumpriu mandados de busca e apreensão entre quinta-feira, 10, e sexta-feira, 11. Foi recolhida grande quantidade de madeira, além de equipamentos para confecção de instrumentos musicais, especificamente violão e guitarra.

Os policiais percorreram galpões nos municípios de Monte Formoso, Ouro Preto, Nova Lima, Belo Horizonte e Matozinhos. Cinco pessoas foram detidas e interrogadas. Depois dos depoimentos, o grupo foi liberado para responder processo por crime ambiental em liberdade. Se condenados, eles podem pegar até quatro anos de prisão.

Mais conteúdo sobre:
ambientemadeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.