Cinza de vulcão cancela todos os voos em Buenos Aires

Todos os voos nos dois aeroportos de Buenos Aires e em outras províncias argentinas continuam cancelados hoje, em consequência da nuvem de cinzas produzida pelo vulcão chileno Puyehue, que persiste sobre a cidade desde ontem. Nas últimas horas, a companhia LAN cancelou 17 voos para as províncias de Mendoza, Córdoba, Neuquén, Tucumán, Salta, Bahía Blanca, além de São Paulo.

MARINA GUIMARÃES, CORRESPONDENTE, Agência Estado

17 de outubro de 2011 | 10h25

Ontem, tanto a LAN quanto a Aerolíneas Argentinas já tinham sido obrigadas a cancelar embarques e desembarques no aeroporto metropolitano Aeroparque Jorge Newberry e no internacional de Ezeiza.

"Com o objetivo de manter os passageiros informados sobre a evolução da operação dos voos desta segunda-feira, a LAN Argentina atualizará o status de seus voos na página www.lan.com, ou os passageiros poderão nos consultar por telefone pelo 0810-9999-526", disse uma nota da LAN distribuída à imprensa. As demais companhias também estão fornecendo informações por meio da internet.

O vulcão chileno Puyehue-Cordón Caulle entrou em atividade em junho, esparramando grossas camadas de cinzas sobre as províncias argentinas vizinhas ao complexo vulcânico de Neuquén, Río Negro e Chubut, ao sul da Argentina. Os fortes ventos do fim de semana levaram as cinzas aos céus de Buenos Aires. Os caminhos terrestres também estão afetados pela nuvem, que se parece a uma espessa neblina. Os voos em Buenos Aires começaram a ser cancelados no meio da tarde de domingo. O serviço de meteorologia alertou que nos próximos dias o fenômeno se repetirá devido aos fortes ventos previstos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.