Cinzas de vulcão atingem Porto Alegre e Florianópolis

A nuvem de cinzas vulcânicas voltou a atingir nesta manhã Porto Alegre (RS) e parte de Florianópolis (SC), segundo boletim emitido pelo Volcanic Ash Advisory Centres da Argentina, instituto responsável pelo monitoramento da situação no Cone Sul. A informação foi divulgada pela Força Aérea Brasileira (FAB). A nuvem está a três mil metros de altitude e, segundo o relatório, se desloca no sentido de Navegantes (SC).

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

14 Junho 2011 | 11h41

Em nota, a TAM informou que, devido à movimentação de uma nova nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue, os voos de e para Montevidéu, no Uruguai, marcados para hoje foram novamente cancelados. As operações nos aeroportos de Buenos Aires, na Argentina, também permanecem suspensas.

Os clientes da companhia devem ligar para a Central de Atendimento da TAM antes de se dirigir ao aeroporto, a fim de verificar a condição de seus voos ou para remarcá-los, por meio dos seguintes números: 4002 5700 (capitais brasileiras) e 0800 570 5700 (demais localidades), 0 810 333 3333, na Argentina, 56 2 6767 900, no Chile, 595 21 659 5000, no Paraguai, e 000 4019 0223, no Uruguai.

Os voos da Gol com destino e origem nas cidades de Buenos Aires e Rosário, na Argentina, e Montevidéu, no Uruguai, permanecem cancelados. A companhia disse que está contatando os clientes que tiveram a programação alterada via telefone, SMS e e-mail. Os passageiros podem telefonar para a Central de Relacionamento nos números 0300 115 2121, no Brasil, 0810 266 3232, na Argentina, e 5098 2403 8007, no Uruguai.

No País, até as 11 horas de hoje, 16 das 72 partidas internacionais previstas foram canceladas e 7 sofreram atrasos, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.