'Circo da ONU em Bali cria nuvem de CO2', diz jornal

'Sunday Times' rotula reunião de 'grande contribuinte' para aquecimento global.

BBC Brasil, BBC

25 de novembro de 2007 | 18h35

O semanário britânico The Sunday Times publicou neste domingo uma reportagem em que rotula o encontro das Nações Unidas sobre mudanças climáticas em Bali, na Indonésia, de "grande contribuinte para o aquecimento global".Sob o título, em tradução livre, "Circo da ONU sobre o clima se apresenta em nuvem de CO2", o Times calcula que a reunião vai gerar 100 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2).A emissão é comparada na reportagem com a produção anual de CO2 do país africano Chad.O encontro, entre 3 e 14 de dezembro na ilha indonésia, deve atrair mais de 15 mil pessoas, entre políticos, equipes de governo, ativistas ambientais.O CO2 é considerado o principal contribuinte da atividade humana para o aquecimento global - que, de acordo com o Painel Intergovernamental para Mudança Climática da ONU (IPCC, na sigla em inglês), é "muito provavelmente" provocado pela atividade humana.O jornal britânico afirma que 90% das emissões vão ser produzidas pelos vôos que levarão as delegações a Bali, e o restante, pela infra-estrutura para receber a multidão.O encontro vai discutir as bases para um acordo que substitua o Protocolo de Kyoto, que atualmente rege as metas de redução de emissão dos gases do efeito estufa e vence em 2012.De acordo com a reportagem do Sunday Times, entre os participantes do encontro vão estar celebridades como o ator Leonardo DiCaprio, o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, e o ex-vice-presidente e ambientalista Al Gore."Muitos são meramente 'observadores' que não têm qualquer papel formal a desempenhar nas discussões, que em grande parte envolvem apenas secretários de governo e técnicos", destaca o semanário.O jornal ressalta a participação da União Européia, que vai enviar 20 parlamentares e 18 assistentes como observadores, "cujo itinerário inclui um passeio de um dia à idílica vila de pescadores e surfistas de Serangan".Ainda segundo a reportagem, os preparativos para o encontro da ONU "ganharam o clima de uma enorme festa" e cita um secretário britânico que pede providências das Nações Unidas para "emagrecer" encontros como o de Bali."Parece um circo, e não é só Bali. A ONU supervisiona os governos do mundo nestes assuntos, e precisamos otimizar esses encontros urgentemente", disse Phil Woolas, assessor para meio ambiente do governo britânico, segundo o Sunday Times.O jornal ouviu também o diretor do Programa de Meio Ambiente da ONU, Achim Steiner, que defendeu a realização da reunião."Bali permanece como a maior esperança do mundo para minimizar o aquecimento global", disse Steiner ao semanário britânico.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.