Cirurgia para retirar agulhas de garoto termina com sucesso

Foram retiradas duas agulhas que perfuraram o pulmão e outras duas que tinham atingido o coração

Tiago Décimo, de O Estado de S. Paulo,

18 de dezembro de 2009 | 22h12

A equipe de cinco médicos que procedeu a primeira cirurgia para a retirada de agulhas do corpo do menino de 2 anos e 7 meses que está internado no Hospital Ana Néri, em Salvador, comunicou na noite desta sexta-feira, 18, que o procedimento, iniciado às 16 horas (de Brasília) foi encerrado, com sucesso, às 21 horas.   Segundo o diretor médico da unidade, Roque Aras, foram retiradas duas agulhas que perfuraram o pulmão e outras duas que tinham atingido o coração. "O paciente foi levado de volta à UTI pediátrica, ainda está sedado, mas tem quadro de saúde estável e se recupera bem da cirurgia", disse o médico. De acordo com ele, essas agulhas eram as que ofereciam maior risco imediato à saúde do menino, porque estavam causando infecção e poderiam se movimentar pelo organismo com mais facilidade, aumentando os ferimentos.   Os detalhes sobre o procedimento e os próximos passos da equipe multidisciplinar devem ser divulgados pelo hospital no início da tarde de sábado, 19.   A criança deve ser submetida, na semana que vem, a mais duas cirurgias: uma na região do abdome, que concentra a maior parte das entre 25 e 30 agulhas inseridas, e uma na coluna cervical, também atingida nas agressões.

Tudo o que sabemos sobre:
Garoto das agulhas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.