Classificados entram em nova era com vídeos online

Pequenos anunciantes criam vídeos caseiros para vender produtos na internet

BBC Brasil, BBC

23 Agosto 2007 | 20h14

Enquanto os anúncios de classificados em jornais estão em queda, os pequenos empresários estão usando a internet para divulgar os seus produtos. O site iMoondo é um dos pioneiros deste novo tipo de propaganda. "Em outubro de 2006, quando o YouTube começou, vimos que todos aqueles vídeos tinham como objetivo entretenimento", diz Andrej Masiar, um dos fundadores do iMoondo. "Então, inspirados em parte pelo site ''craigslist'', criamos um site grátis de classificados em vídeo", conta Masiar. Os vídeos não são feitos somente por empresários. Graças às taxas cada vez mais baratas da banda larga, a internet está se tornando uma enorme feira em vídeo de artigos usados. "No futuro, as pessoas vão usar webcams e programas como Skype para comprar e vender", diz Wayne Arnold, especialista em propaganda online. "Ao invés de ver o vídeo e ir à loja, por que não falar diretamente com o vendedor?" Os classificados tradicionais têm diminuído nos últimos cinco anos, já os da internet estão indo na direção contrária. O site eBay, por exemplo, está em busca de propagandas em vídeo para o seu portal inglês.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
YouTube E-commerce Skype

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.