André Henriques/Diário do Grande ABC
André Henriques/Diário do Grande ABC

Cliente morto em agência bancária será enterrado nesta terça-feira, no ABC

Sandro Cordon Antônio morreu após discussão com vigia de agência do Bradesco em São Bernardo

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

04 de outubro de 2011 | 08h24

SÃO PAULO - Será enterrado na tarde desta terça-feira, 4, o corpo fiscal Sandro Cordon Antônio, de 33 anos, morto por um vigia na agência bancária do Bradesco, na segunda-feira, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC paulista. Ele será enterrado às 14 horas, no Cemitério Vila Formosa II, na zona leste de São Paulo, onde está sendo realizado o velório.

Cordon foi morto ontem com quatro tiros pelo vigilante Jônatas Pereira Lima, de 29, dentro de uma agência do Bradesco na região central de São Bernardo do Campo. Uma discussão que começou na sexta-feira, na porta da instituição, teria motivado o crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.